obake

About

Username
obake
Joined
Visits
2,546
Last Active
Roles
Admin
Points
5,331
XBL
RIP
Steam
obake25
PSN
obake25
Fightcade
obake25
Challonge
obake
Badges
0
  • O que andam a jogar?



    Joguei o Bloodborne.
    Em relação ao jogo base, até curti o jogo, talvez demasiado fácil mas fez-se bem.
    Já em relação ao DLC, sinto que quiseram compensar a facilidade do jogo base e decidiram fazer só bosses incrivelmente cheap e parvos e que são impossiveis de derrotar sem fazer grinding absurdo (para o que tinha sido preciso até aí). Deixei o Kos e o Laurence por matar porque a este ponto já não me estou a divertir e não justifica o sofrimento. Deixo também as chalice dungeons por fazer porque devido ao grind que fiz para conseguir matar o ludwig e a maria estou estupidamente op para isso e também não tem piada apesar de ser um modo que tinha potencial.
    Isto só me deixa a pensar porque é que nestes jogos os inimigos não escalam sempre com o nosso nível. O Witcher faz isso bem e este jogo/série que é suposto ser o expoente máximo de skill e gameplay, se tens níveis a mais ou a menos é para esquecer.

    Enfim, saio triste com o jogo porque o DLC é só situações parvas de hitboxes completamente idiotas, OHKOs e ataques impossives de reagir (ludwig e kos principalmente). Se pudesse pedir o dinheiro de volta do dlc fazia-o porque nao gosto de encorajar este tipo de design. Se soubesse no que me estava a meter não o tinha comprado.

    Também me parece justo mencionar o quao ridiculo é que continuem a fazer estes jogos tão obscuros e obtusos.
    Não devia ser preciso eu estar com o kupo uma hora em chat para ele me explicar como funcionam mecanicas essenciais do jogo. Nao devia ser preciso eu parar de jogar e ir à net para perceber que raio aconteceu na história ou quem são as personagens que me vão aparecendo. Recupero o que escrevi quando terminei o dark souls 3:

    Só tenho pena de eles continuarem a insistir em fazer tudo de forma críptica e obtusa. Não havia necessidade de certas coisas serem tão complexas e obscuras. Também já me incomoda a falta de história/cutscenes/set pieces que dessem um bocado de sumo à coisa. As personagens deste jogo têm mais carisma que qualquer uma de outros jogos AAA, e isto sem terem intros nem histórias claras nem nada. É um desperdício não ser mais aprofundado só para manter esta faceta pseudo hipster "queres história, lê descrições de items".


    Gostava de ver alguém a tentar defender o true ending do jogo e alegar que tem algum jeito aquela cutscene de 5 segundos completamente ambígua que explica absolutamente nada do que aconteceu.

    Enfim, estes jogos são feitos para quem quer passar centenas de horas a investigar tudo e a explorar sistemas e etc e eu simplesmente não tenho esse tipo de disponibilidade nem paciência. Não quero o oposto também (que é a regra hoje em dia infelizmente) de ser spoon-fed tudo e hand-holding a toda a hora, mas não há necessidade de as coisas serem assim tão complexas.
    Vou pensar bem antes de voltar a comprar/jogar jogos destes.
  • Dragon Ball FighterZ - Discussão geral

    Neste caso a tua opinião é errada Skryba.
  • Dragon Ball FighterZ - Discussão geral

    http://www.eurogamer.net/articles/2018-01-04-dragon-ball-fighterz-is-the-perfect-winter-pick-me-up
    I went to Paris chiefly for the sake of Namco's promising Soulsalike action game Code Vein (and the off-chance of seeing what From Software itself is up to), but for all my ignorance of Dragons and their Balls, Arc's latest kept dragging me back. While hardly an earth-shattering departure for fighting games, it's a lavish, reasonably newbie-friendly offering and a magnificent tribute to a series that is to anime what Mickey Mouse is to cartoons. If you're looking for something to blow away the cobwebs - and most of the scenery - this January, FighterZ could be just the thing.
    Bom artigo para dar ideia da reacção de um não-fã ao jogo.
  • Random jogos

  • Liga PTFighters 2017

    @Samus não