O site encontra-se disponivel apenas em modo de leitura e não será reactivado.
Sigam-nos nas nossas contas:
discord
facebook
twitter
youtube
twitch

JayPay

About

Username
JayPay
Joined
Visits
517
Last Active
Roles
Member
Points
291
Steam
JayPay
PSN
gongas148 / João Fernandes
Fightcade
Jay Pay
Challonge
JPMoney
Badges
0
  • Deixo a organização do Lockdown

    Uma das cenas que me fez checkar o PTF durante a deadzone de 2015 foi saber que pouco tempo antes tinha estado cá o Louffy, pouco depois de ser Evo champ.

    No primeiro Lockdown que fui competir, realizei um dos meus sonhos de jogar contra o Daigo e não ser 100% free.

    Se não fosse o Lockdown, provavelmente não tinha voltado aos fighting games, não teríamos tantos momentos ESPETACULARES, e quase todos aconteceram porque estavas a puxar os cordelinhos por trás.

    Por isso tudo e mais um pouco, obrigado obake por todo o teu trabalho ao longo dos anos. <3
  • Peço a vossa atenção

    Update: fiz ontem a cirurgia à bacia. O recobro desta cirurgia é menos doloroso, mas muito mais chato que o da operação à tibia. A dor é menos aguda mas mais constante. Agradeço bastante o apoio que todos me deram. Agora é aguentar até poder fazer fisioterapia. Eventualmente volto a ver-vos todos em torneio ou meet. Abraços, pessoal.
  • Peço a vossa atenção

    <3
  • Random cenas

    Como disse no discord, ontem à noite tive uma história engraçada/apanhei um cagaço. Não vou por nomes por razões óbvias.

    Começa tudo com um amigo meu que estava sem ninguém em casa, por isso chamou o pessoal para ir lá ter chillar, jogar Gran Turismo, ver um filme, etc, etc.
    Antes de sair de casa, jogo um bocado com o Wilson para desenferrujar para o LeL. Normalmente jogamos até às onze e tal da noite, mas a sessão só acabou mais pela 1 e tal. Lá saio de casa, pego no carro e vou para a casa desse meu amigo. Estaciono na rua da polícia (o sítio mais seguro para meter o carro por aí), que fica numa rua paralela à do prédio desse meu amigo. Não fica muito longe, no máximo uns 4/5 minutos a pé, e é onde costumo estacionar quando passo por aí.

    Assim pelas 20 para as 2 lá chego à casa desse meu amigo e começa a fumaça, bebedeira, whatever com o pessoal que já estava lá. Nada mais que uma noite agradável.
    Vai pessoal indo embora até que, pouco antes das 5 da manhã, faço o mesmo. Já estava sóbrio por isso saio do prédio dele e vou dar a voltinha de 4/5 minutos até chegar ao meu carro.
    Assim um minuto depois de sair do prédio, vejo que tenho o sapato desapertado. Vou-me empoleirar num degrau, a fazer o nó com a maior das calmas, quando sinto uma merda nas costas.

    Carteira e móvel, filho da puta!

    "Tou fodido, primeira vez que me assaltam e é logo na minha zona, ainda melhor logo ao lado da polícia." - penso eu.

    Ainda estou de costas para o gajo, levanto os braços e digo que vou tirar as merdas e preparo para lhe dar.
    Quando me viro e lhe estou a dar a carteira e o telemóvel, reparo que o gajo é um anão da minha altura, e tenho a certeza que o consigo encher de porrada. Além do mais, ele não me encostou nada de sério às costas, se não tinha continuado a "apontar" na minha direcção.
    Mando-lhe uma cabeçada e o gajo vai ao chão, antes de ter pensado, já estava em cima dele, a dar-lhe um murro no queixo. Como estou em cima dele, é a primeira vez que vemos a cara um do outro.

    "JOÃO! JOÃO! FODA-SE, SOU EU, O xxxxx!"

    Eu reconhecia o gajo, tinha sido colega meu na escola e recentemente fora preso por venda de droga, aparentemente já tinha saído de lá.
    Lá acalma a situação, pego a minha carteira e telemóvel, que tinham caído ao chão quando me atirei a ele, ajudo-o a levantar e falo com o gajo.

    Ele estava a sangrar bem a sério do nariz depois daquela cabeçada. O centro de saúde da zona já fechou há bastante tempo, e não confio no gajo o suficiente para lhe dar boleia (ele nem sabe que eu tinha o carro aí).
    Mas como uma lâmpada vem uma ideia, a bófia!
    Concordamos numa história para dizer, que ele tinha caído e estava a sangrar do nariz, nada de especial. Disse ao gajo para se livrar de cenas que o pudessem comprometer e ele lá esconde o seu saquinho num vaso que estava ao parapeito de uma janela de rés-de-chão. Enquanto ele vasculhava pelas suas merdas, lá descobri que o que ele me apontou às costas era apenas uma aresta de um maço de Lucky Strike.
    Pontiagudo, mas só mata ao fim de algum tempo.

    Lá andamos esses restantes 2 ou 3 minutos até à esquadra, pedimos primeiros-socorros, tudo bonitinho. Eles pedem identificação e deixam-me ir, o gajo lá ficou. Sigo para o meu carro, chego inteiro e lá deixo a mensagem no discord que serve de prefácio desta história.

    Moral da história - conheçam os agarrados da vossa zona.
  • Ultra Street Fighter IV Side-Tournament @Lockdown 2018, 16 de Setembro

    Updated no smashgg e a minha ps4 tm tem o USF4 para ajudar na organização.

    (Vai outro spritually enlightened FT50 este ano? @Afonso )