Dragon Ball FighterZ - Análise PTFighters

edited January 22 in Dragon Ball
Desde que foi dado a conhecer na E3 do último ano, Dragon Ball FighterZ criou uma grande expectativa quer para os fãs de Dragon Ball, quer para os fãs de jogos de luta.
Felizmente para ambos os grupos, o jogo corresponde a essa expectativa, oferecendo quer um incrível tributo ao material original, quer um jogo competitivo emocionante e profundo.

Ao nível da apresentação a qualidade chega a ser inacreditável e em muitos casos literalmente melhor que o próprio Anime.
O lobby central onde acedemos aos vários modos de jogo é apresentado de forma original sendo possível mover a nossa personagem pelo mapa onde escolhemos as áreas correspondentes aos modos pretendidos. Para um menu mais clássico é possível carregar num botão e aceder ao tradicional menu com todas as opções.

No modo para um jogador, o jogo oferece uma boa variedade de modos para experientar, na sua maioria os habituais num jogo de luta.

O tutorial está disponível de forma isolada sendo ideal para novos jogadores entenderem as mecânicas. Lições isoladas do tutorial estão também disponíveis nas missões iniciais do modo história para ajudar quem não fez o tutorial.
Estas lições ensinam os básicos das mecânicas do jogo e, apesar de servirem o seu propósito, não estão ao nível de entregas anteriores da própria Arcsys, ficando um pouco aquém do tutorial do Guilty Gear Revelator, por exemplo.

Na mesma linha de apoiar os novos jogadores, o modo de combo challenges foca-se exclusivamente em desafios de nível baixo. Isto é ideal para ensinar combos simples e eficientes, mas não apresenta desafios mais complexos para níveis mais avançados de jogo, deixando aos jogadores a tarefa de explorar as personagens por si mesmos e desbloquear o potencial escondido de cada uma.

Para isso está presente o modo de treino, repleto das opções habituais neste jogos e onde aqui sim, nos é permitido explorar a fundo as personagens. Este modo apresenta um vasto leque de configurações, desde opções das Dragon Balls, opções de personagens (duração de power-ups p.e.), ficando a faltar apenas algumas opções algo mais complexas mas que a sua ausência não prejudica de grande modo as possibilidades do treino.

Os principais modos de jogo para um jogador são, no entanto, o modo história e o modo Arcade.
No modo Arcade estão disponíveis três cenários diferentes, cada um com um número diferente de combates, adversários e caminhos a seguir. Após completar a versão normal de cada um destes cenários é desbloqueada a versão difícil do mesmo, sendo este um bom desafio mesmo para jogadores avançados.
No modo história podemos jogar uma aventura completamente original focada no aparecimento de uma nova Android, personagem que foi criada por Akira Toryama para o jogo.
Existem três cenários neste modo, cada um protagonizado por diferentes personagens e cada um oferecendo uma versão diferente do aparecimento da Android 21. Estes três cenários são independentes uns dos outros, no fundo três formas distintas de contar a mesma história com perspectivas e eventos diferentes.
Este modo é jogado com um sistema parecido ao do antigo Budokai 2,onde movemos a nossa personagem por um mapa onde podemos encontrar diferentes percursos para alcançar os objectivos.
O percurso que seguirmos e os adversários que enfrentarmos ditam a recompensa que recebemos, sendo possível desbloquear novos power-ups (das estatísticas das nossas personagens), salvar aliados e juntá-los à nossa equipa, ou receber simples bónus pela vitória como extra Zenny ou experiência para subir ao nível das nossas personagens.

O modo história oferece também muito material que fará as delícias dos fãs de Dragon Ball. Para além da própria história principal, onde existem inúmeras cenas e interações geniais, quer com tons hilariantes, quer com tons mais sérios e carismáticos, existem também eventos especiais onde podemos assistir a sequências entre personagens que nos dão mais material original.
Estes eventos estão dependentes da equipa que usarmos e ocasionalmente também da equipa que vamos enfrentar. É muito interessante procurar as várias combinações de personagens que oferecem estes eventos e há uma quantidade considerável dos mesmos, garantindo só por si uma boa longevidade para completar a 100% o modo de história.
É de louvar o conteúdo destes eventos especiais, que sendo na sua maioria curtos e não relevantes para a história em si, são grandes homenagens ao material base de Dragon Ball. Muitos referem eventos passados da saga oferecendo comentários e reflexões das personagens, algo que acrescenta ainda mais valor às personagens e eventos.
Para além disto existe a mecânica de "Link", onde somos nós próprios que encarnamos as personagens do jogo, estando as mesmas cientes disso. Essa mecânica é a base do modo história estando não só integrada na história (as personagens precisam da nossa ajuda) como ainda oferecendo outra maneira de interagir com as personagens. Quanto mais usarmos uma determinada personagem, mais aumentamos o nosso link com a mesma e isto desbloqueia pequenas cenas onde a personagem conversa directamente connosco.
Há assim vários pontos de interesse no modo história que prolongam o mesmo durante longas horas nunca se tornando aborrecido. Em certos pontos da história somos um pouco forçados a completar mapas apenas a lutar contra clones para avançar a história mas mesmo estes mapas oferecem oportunidades de procurar eventos especiais ou novos power-ups.
Ao completar o modo história é também desbloqueado o modo difícil do mesmo, oferecendo um desafio maior para quem o pretender.

Para multi-jogador local o jogo oferece duas opções, o tradicional modo versus e um modo Torneio.
No modo Torneio é possível replicar os torneios da saga com jogadores humanos ou CPUs se necessário. É possível ajustar algumas configurações e de seguida são sorteados os combates aleatoriamente e jogados sequencialmente.
Estes modos cumprem o seu propósito, não havendo no entanto grande inovação na vertente de multi-jogador local.

O sistema de combate é, no entanto, muito interessante. Ao ser um jogo baseado em equipas, o ritmo é muito rápido e os combates são sempre muito intensos e visualmente apelativos. O sistema é profundo e apesar de as personagens terem todas a mesma base e serem fáceis de usar, cada uma tem as suas características próprias que lhe dão um jogo diferente das outras.
Apesar de haver um menor foco em ter planos de jogo extremamente diferentes conforme as personagens escolhidas, é perfeitamente possível criar uma identidade de jogo com estilos diferentes. Há personagens com melhores habilidades para jogar à distância, outras para jogar mais perto, outras para criar situações planeadas, etc.
Os combates entre jogadores ao mesmo nível ou pelo menos em níveis parecidos serão sempre emocionantes e divertidos, quer seja num nível baixo, quer seja num nível alto. No entanto, num combate entre jogadores de níveis demasiado díspares, será muito frustrante para o jogador de nível mais baixo pois o jogo pode chegar a níveis de intensidade muito altos.
Isto irá resultar em frustração muito rapidamente e caberá aos próprios jogadores e comunidades fomentar um bom ambiente onde seja possível ajudar os jogadores a evoluir e adaptar-se às muitas dificuldades que vão enfrentar.

Uma excelente adição para ajudar neste problema é o Replay Channel onde podemos ver não só as nossas replays mas como procurar por vários critérios por repetições, seja para ver repetições de personagens específicas, ou para ver repetições dos jogadores melhor cotados nas leaderboards mundiais.

Para além destes modos existem também desafios diários onde será possível ganhar a Zenny para gastar na loja onde podemos comprar cores, avatares e outros items para personalizar o nosso jogo e perfil online. Não existem transacções com dinheiro real no jogo.

Infelizmente à data desta análise não foi possível aceder aos servidores online do jogo. Assim sendo não foi possível analisar quer a vertente online, quer os modos que dependem de uma ligação ao servidor.
Falando apenas da experiência das Betas, a qualidade de ligações encontradas era muito boa e era fácil esquecer-se que estávamos a jogar online. O matchmaking também era aceitável, pelo menos depois de resolvidos os problemas que assolaram o 2o dia da Beta aberta.
Para jogar online estão previstos os seguintes modos:
Ranked: combates contra adversários aleatórios com resultados a contar para as leaderboards mundiais;
Casual: combates contra adversários aleatórios, que não contam para rankings;
Arena: combates com adversários presentes no nosso lobby;
Ring: combates contra adversários num lobby criado por nós;
Ring Party: modo para 6 jogadores em simultâneo em que cada jogador controla um personagem num combate 3v3.


Algumas notas finais com os melhores pontos do jogo e algumas possíveis melhorias:
+ os visuais são incríveis e somos constantemente surpreendidos pela positiva;
+ o som do jogo está excelente e quer os efeitos sonoros, quer as músicas originais são de uma qualidade brutal;
+ muito conteúdo interessante para um jogador, especialmente para fãs de Dragon Ball;
+ o respeito e tributo prestado ao material original é de louvar e vem acrescentar ainda mais valor ao universo Dragon Ball;
+ o jogo irá ser muito interessante quer para jogadores quer para espectadores, com combates alucinantes e de resultado sempre incerto;
+ mesmo jogado a um nível básico o jogo é visualmente apelativo e emocionante não sendo preciso horas de treino para poder disfrutar dos combates;
+ os vários caminhos possíveis nos modos História e Arcade oferecem uma boa motivação para voltar ao jogo;

- pelo menos nos modos de dificuldade normal, o jogo é relativamente fácil e apresenta pouco desafio mesmo nas partes finais da história e do modo arcade. Já nos modos Hard a dificuldade aumenta bastante e nota-se demasiada diferença entre os dois modos;
- não é possível desligar as legendas e mesmo quando não há legendas no ecrã o fundo das mesmas é sempre visível e perturba visualmente as cenas sendo praticamente impossível tirar um screenshot limpo de uma cena da história sem nada a interferir;
- é obrigatório passar à frente manualmente cada fala no modo história. isto cria uma falha no ritmo de apresentação das cenas e impossibilita que sejam apresentadas de forma fluída;
- as escolhas apresentadas durante o modo história são irrelevantes e não servem nenhum propósito a não ser pequenas diferenças nos diálogos com as personagens;
- apesar de as três histórias serem interessantes, todas caem muito em padrões e clichés Dragon Ball, não surpreendendo muito para além das interações entre personagens que as histórias permitem;
- apesar de ser possível configurar várias equipas pré-seleccionadas, estes presets parecem servir apenas para os modos online ou no modo Arcade, não sendo possível usá-los no modo multi-jogador local, onde fariam mais sentido. além disso, neste modo ao voltarmos ao ecrã de selecção de personagens, não é guardada a nossa selecção, sendo obrigatório voltar a escolher a equipa de novo manualmente.
- o sistema de combate apresenta uma curva de dificuldade elevada para passar de um nível básico para um nível médio/alto. isto irá requerer um grande empenho dos jogadores para ultrapassar essa barreira, e o jogo não oferece muitas ferramentas para ajudar nessa transição;
- a mecânica de invocar o Shenron é irrelevante em termos competitivos devido aos critérios para o fazer acontecer. parece assim algo que foi introduzido no jogo sem grande propósito para além de riscar um item da checklist Dragon Ball;
- no sentido inverso, a mecânica de Sparking Blast oferece uma grande vantagem competitiva e essa relevância perde-se em jogadores menos frequentes criando automaticamente uma diferença de nível entre jogadores que souberem fazer uso dessa mecânica contra jogadores que não saibam.
- na mesma linha, existem muitas variações em golpes que não são ensinadas aos jogadores, nem sequer aparecem na lista de comandos das personagens. isto efectivamente esconde alguns movimentos de jogadores menos atentos, algo que por si parece desnecessário;
- ao escolher o cenário em multi-jogador local, a selecção não está no cenário aleatório automaticamente;


Dragon Ball FighterZ apresenta-se como uma forte entrega no mundo dos jogos de luta competitivos sendo praticamente certo que se torne num dos principais jogos do circuito competitivo.
Com o tributo prestado ao material original e com a qualidade apresentada no motor de combate este jogo é uma aposta segura e merecida, quer agora, quer para desfrutar ao longo dos próximos anos.
Estão já anunciados vários planos de DLC para este ano mostrando que haverá uma continuidade no suporte ao jogo.
Dragon Ball FighterZ é por isso um jogo essencial para fãs de Dragon Ball e para fãs de jogos de luta


Nota: esta análise foi feita em PS4 com uma cópia digital do jogo cedida pela Bandai Namco para o efeito.

Comments

  • Hoje a partir das 20:00 o @V2 irá fazer um stream com a versão final do jogo em www.twitch.tv/ptfighters onde poderão ver os vários modos do jogo e colocar questões.
    Não percam
Sign In or Register to comment.