Final Fantasy XV

11113151617

Comments

  • Garuda said:

    ARGGH.

    Venho a esta thread só à espera da review do Son of Wil. ONDE ESTÁ!?





    (neste momento tive de fazer ctrl+x ao que tinha no draft para te responder :'D já vai longa, mas não deve demorar muito mais. Tenho mais uns videos para complementar a coisa, também. Should post tomorrow ;) )
  • Pequena pergunta: vai ser uma review para fazer ranger os dentes?
  • Não, não vai ser vídeo review. :'D


    (sorry, Kupo!)
  • edited January 2017
    Ok. Já que tibe estas semanas a recuperar dum problema de saúde lá aprobeitei pra jogar isto mais do que um bocadinho por dia (até porque só tinha jogado isto uns dias antes de adoecer...).
    Acabei o jogo quinta e agora é uma questão de cleaning up some sidequests, uma hunt e dungeons (as sealed doors) mais pitioss

    O jogo tem os seus defeitos... num há dúbidas disso
    tamanho da font
    o jogo debia ter opção de resize screen porque há coisas que ficam de fora da imagem na minha telebisão
    interagir com o x e o noctis saltar... jumping is fun!
    bugs gráficos
    a câmera em muitas batalhas num ajuda nada (leviathan anyone?, lutas no meio de bosques ou arboredos, na costlemark tower tibe de lutar contra 3 gigantes bermelhos e 2 nagaqqcoisa mais flans acho e aquilo pr'além de ter sido bem mais difícil que o boss foi a maior confusão com a câmera que bi depois do leviathan)
    equipar roupas é uma mecânica praticamente inútil (mas há roupas à benda nas lojas? num me lembro de ber nada nas lojas)
    o regalia type f é fixe mas de início aterrar pode ser a merda mais difícil do jogo todo (pro twin plo bideo que postou até foi descolar :+1: )
    Also, por que raios num podemos ultrapassar neste jogo?
    na keycatrich dungeon consigo congelar o jogo depois da sealed door ao atacar numa sala um hectolhos... já o fiz 3 bezes sempre no mesmo sítio... job well done there!
    numa sidequest matei o boss e o jogo ficou-me ali a dar a 10fps se tanto até o bicho desaparecer da imagem... há mais slowdowns noutras partes do jogo mas nada tão aberrante como nessa bez
    se tiberem a lutar contra alguns inimigos e conseguirem fazer com que eles saiam da área de luta definida o jogo mata-os se continuarem a atacar durante um bocado, lembro-me de 2 malbodooms perto de pitioss... works for sidequest bosses too, foi assim que matei o bennu (randolph quest)
    matei o quetzalcoatl na boa porque ficou preso entre a ponte e uma parede mal entrei na sala... nem sequer me atacou... ficou ali. Quietinho. Foi só equipar uma pistola no noctis e ir usando a técnica do prompto e esperar que ele se finasse... great for me, bad for enjoying a hard fight dado que tudo o que tenha asas tende a ser demasiado chato pra mim...
    é mais nitpicking que defeito mas porquê amanhecer às 4 da manhã? já me aconteceu tar numa hunt e passar das 4 a meio da luta e sem querer sair da área de combate e ter que esperar até às 20 pra poder acabar a hunt...
    Sei que há um update ao jogo e podem ter corrigido boa parte das coisas mas enfim...

    Quanto a pontos positibos, gosto imenso do sistema de luta, adoro num ter que tar à espera pra escolher uma acção e atacar sempre (seja com armas, magia ou anel (aqui temos que esperar plos PM mas é naquela porque podemos translocar e aquilo enche logo)),
    gosto de poder andar a explorar sem ser obrigado a entrar em random battles como noutros ff.
    pescar até que é porreiro
    o leveling up é estranho de início mas, imo, até tá um conceito engraçado e gostei, já os PA acho parbo haber pontos que pedem 333 e 999 quando se ganham tão poucos... e tenho andado a farmar quando posso mas please...
    Forest whitakka
    Yoda tonberry

    Quanto à história, a partir do chapter 8, pra mim, pareceu que de repente despejaram tudo enquanto nos chapters anteriores eram parcos com ela.
    Também há coisas que num entendo tipo o imperador e aquele belhote que só aparecem uma bez logo no início e depois nunca mais... percebi o que aconteceu mas ao menos desenbolbiam um pouco essa parte num bideo. O Cor também só aparece em duas partes...
    A relação entre a luna e o noctis parece-me algo forçada dado que só temos o que nos é mostrado dos tempos em que eram miúdos prai com 10 anos... depois nunca mais se bêem e a relação entre eles é aquela? A menos que haja qq coisa no filme num faz sentido pra mim, mesmo que tenha existido troca de correspondência entre eles.
    Como raios biaja o umbra? Num há barcos entre altissia e o continente... de certeza que num bai a nadar entre um e outro...

    Bendo assim a diferença entre positibos e negatibos mais a história que podia tar mais trabalhada até dá a ideia errada mas, no geral, eu gostei do jogo. Favorite ff so far (shots fired!) muito por culpa do sistema de combate e explorar "libremente".
    Bem se bê que foi rushed for release, cough tipo sf5 cough, e apesar de gostar de ambos considero que podiam e debiam tar bem melhores na release...

    Pra mim 7/10

    Sorry for the long post.
  • edited January 2017
    Pronto, agora já não posto a minha. Era isto que ia dizer, mais b, menos v~
    (kidding, coming later lel)
    equipar roupas é uma mecânica praticamente inútil
    Sim, é realmente inútil no sentido em que não há muitas mais para além das que começam contigo e/ou DLC, true. Mas as "no jacket" versions têm o seu uso, já que aumentam o ATK e isso dá jeito para várias postgame hunts.
    A relação entre a luna e o noctis parece-me algo forçada dado que só temos o que nos é mostrado dos tempos em que eram miúdos prai com 10 anos... depois nunca mais se bêem e a relação entre eles é aquela? A menos que haja qq coisa no filme num faz sentido pra mim, mesmo que tenha existido troca de correspondência entre eles.
    Como raios biaja o umbra? Num há barcos entre altissia e o continente... de certeza que num bai a nadar entre um e outro...
    Yeah, falhou-te aí o Brotherhood e o Kingsglaive :P Also...
    eles mantiveram-se em correspondência durante o tempo todo que estiveram afastados. Actually, o Umbra servia esse propósito. Era o doge correio intercoiso (e é por isso que se torna naquela gameplay mechanic de revisitar o passado). Tal como a Gentiana, o Umbra está ao serviço da Oracle. É uma magical creature, don't look too deep into it.


  • Mesmo com o brotherhood e kingsglaive a relação entre os 2 é altamente forçada. Fiquei com essa impressão desde o início. Besides, a cena do "culminar do reencontro" é tudo menos dramática. Eu estava a ver aquilo e nem queria acreditar no quão forçado estava a ser tudo...
  • É implied que eles gostam mesmo um do outro para além da amizade ao longo dos anos e do casamento político. The way I see it, o grande problema que contribui para esse feeling "forçado" é que o jogo faz um péssimo trabalho na maneira como apresenta a história (rough cutscenes, missing ou cut plotpoints...) e na exposition. Depois elaboro no mega post. Mas ya, a história foi wasted potential.
  • edited January 2017
    Eu acho a relação forçada. Mesmo com o que disseste twin, acho que debiam ter explicado melhor a coisa pra tornar mais credíbel.
    Pra quem num biu nada do filme e do brotherhood, like me, e só jogou o jogo fica com a impressão com que fiquei. Tal como o dante debe haber mais gente com a mesmo impressão que nós.

    Also, mais dois pontos positibos do jogo que me esqueci de postar;

    O forest whitakka em hammerhead que me fez rir quando comecei o jogo
    E o yoda tonberry, fucking awesome xD

    Edit: @twinblade eu escrebi praticamente inútil. Sei da diferença entre ter o casaco ou não mas taba mais a pensar na limitação de roupas. Só temos 4 iniciais mais 3 (o térmico e as royal), e se birmos doutra perspectiba são só 4, 3 com duas bariantes e o térmico. Têm os seus usos mas era bom haberem mais... temos n acessórios com nomes como armadura x, indumento contra y, bestimenta z. Bem que podiam ter posto isso nas roupas em bez de serem acessórios...
  • edited January 2017
    Mas eu concordo com vocês em relação a ser forçada xD Ou melhor, diria que é mais awkward do que forçada, porque nas entrelinhas é dado a entender que eles são love burds. Esta awkwardness é causada pela falta de exposição e pela falta de impacto/roughness das cutscenes. Foi o que disse no post anteiror. E não é só na relação deles que isso se nota:
    SPOILER
    SPOILER
    Por exemplo, quando o Noctis ainda estava em grieving process, achei a explosão do Gladio exagerada e vinda do nada. Não houve build up ou desenvolvimento necessário para justificar sequer aquele outburst. E os "kingly duties" que o Noctis é suposto ter não são razão para ele ultrapassar as mortes ao seu redor in a pinch, como a revolta do Gladio deu a entender. Processos de grieving (ou depressões, se o processo se agravar) não são uma questão de "man up" como o próprio Gladio sugere. Especialmente quando o Noctis ainda é um puto e nenhum dos >bros< o ajudou nisso (a não ser que isso se tenha passado offscreen, naquelas semanas que passaram).
    /SPOILER
    /SPOILER
    Além disso, a fragmentação do universo pelo jogo, filme e anime (e ainda pelo King's Tale e Platinum Demo, se quiseres) foi exactamente o que achava que ia prejudicar o jogo mesmo antes de o jogar. Then again, estes meios foram numa direcção e o jogo foi noutra a nível de plot, por isso não é assim tããão grave teres perdido alguns eventos. Mas nota que é lá onde há mais character development.




    "Edit: @twinblade eu escrebi praticamente inútil. Sei da diferença entre ter o casaco ou não mas taba mais a pensar na limitação de roupas."

    Yeah, foi o que escrevi antes xD Só fiz referência ao stat boost daquelas em específico, porque são realmente boas no postgame.





    EDIT: Não estou a conseguir pôr spoilers nem quotes. Isto tem acontecido randomly.
  • Enquanto o Wilson se debruça com o mistério das spoiler tags, vou deixar aqui uns posts interessantes que mostram a evolução das reacções e que prova que o obake é o "harbringer" da desgraça.
    @Afonso 18 de Setembro de 2014
    This. Já levei demasiadas chapadas para ainda lhes dar o beneficio da dúvida. Quando sair logo se vê se é um bom jogo.
    Bem sabias...
    @kupo 18 de Setembro de 2014
    Cambada de fake SQEX believers. I STILL BELIEVE IN YOU SQUARE ENIX! TAKE MY MONEY!
    É ASSIM MESMO
    @obake 16 de Março de 2015
    Actually impressed!
    Wow!
    @obake 4 de Abril de 2015

    Well, this sucks...
    Não sei como é que vocês conseguem jogar esta merda e achar que o jogo vai ser/é bom.
    Parece-me muito mau o jogo, já nem falo de ser um main FF.
    (…)
    Tecnicamente a demo é horrível, framerate miserável sempre que acontece alguma coisa, chars a fazerem spawn dentro de paredes, chars a fazerem ataque e a ficarem de pé em cima do behemoth, etc. Péssimo.
    Decisões estúpidas de design que só tornam o jogo mais aborrecido, cenários vastos que suspeito vão ser completamente desertos e inúteis no jogo completo.
    "harbringer" confirmed. All is well
    @kupo 20 de Setembro de 2016
    Nao tenho visto os trailers mais recentes... and erm...
    Holy shit, o que raio é que eles foram fazer lool
    Pois...
    @danteMdie 10 de Novembro
    Se o FF15 for tostón, o mundo vai desabar. But hey, Brexit vence, Trump vai ser presidente e o Bob Dylan sacou o nobel da literatura. Portanto...
    E sim, continuamos vivos.
    @Garuda 21 de Novembro de 2016
    nao vejam esse trailer ("Omen") se quiserem jogar sem saber absolutamente nada.
    Curiosamente (ou não), o trailer pouco ou nada tinha a ver com o jogo. Foi usado como marketing material nas televisões. lel

  • @twinblade nevermind me... tenho que ler os posts com mais atenção xD
  • edited January 2017

    Review nada longa


    Jogo terminado. Aí ficam as minhas impressões!
    Levei cerca de 70h desde que comecei a jogar até terminar a história. No entanto isto é enganador, porque não é de todo o tempo que levei a fazer a main story. Isso faz-se em cerca de 20h, todo o tempo restante foi gasto em sidequests, hunts, exploração, etc. Fiz o platinum trophy, o que demorou mais umas 15h adicionais, embora o jogo ofereça mais conteúdo para além dos requisitos dos troféus. Ainda ando a acabar outro post game content and dungeons.
    Depois demorei uma semana e tal a escrever isto aos poucos lol.


    ---
    Acerca da história


    Actual Regalia spoiler~

    Depois da introdução que o Brotherhood e o Kingsglaive fizeram ao universo e às personagens, achei que o jogo iria dar uma boa continuidade a isso mesmo. Mas acabou por me desapontar. Nunca foi explorada a fundo a relação que Noctis tinha com o pai (algo que julguei ser um dos pontos que iam marcar o jogo), o Nifflheim Empire foi um afterthought, Luna + Noctis não teve desenvolvimento suficiente para causar impacto nos momentos chave, a relação das quatro personagens podia ter sido mais aproveitada para além do banter ocasional e algumas "hidden" optional custcenes, etc...
    Sim, tudo isto foi abordado de alguma forma no jogo. O problema é que foi tudo muito ligeiro/superfícial e, demasiadas vezes, deixado à interpretação do jogador.

    Tirando o começo forte no primeiro chapter, que foi basicamente saber dos acontecimentos do Kingsglaive através dos olhos da rapaziada, não aconteceu nada de especialmente relevante até à partida para Altissia, que só se dá no chapter 9. Até aqui é só o Noctis a reunir poderes, pretty much. Durante este período conseguiram até que revirasse os olhos aos pretextos e resoluções de certos main quests, tais como ir buscar o Mythril para o barco funcionar, porque o puto tinha lido qualquer coisa sobre isso no caderno do avô. Ugh.
    À chegada a Altissia o jogo torna-se "linear" até ao fim, o maior bulk da história é despejado em cima do jogador e escala tudo de repente. O pacing está todo all over the place. Como já disse em posts anteriores, o jogo beneficiava de mais exposition e de cutscenes mais trabalhadas e com melhor apresentação.

    NO ENTANTO, todo o build up nos chapters finais (9-14), por mais awkward, rough e repentino que seja, culmina num final bastante emotivo, o que valeu a pena (escolher a foto final foi bastante difícil xD). Toda a tragédia que aconteceu não era a direcção nem o final que antecipava quando iniciei a roadtrip com os amigos, mas acabou numa high note. Ajudou bastante eu achar o Ardyn um vilão bastante convincente e com uma backstory porreira. Confesso que me surpreendeu quando revelou o nome, se bem que aconteceu muito tarde no jogo. Gostava de ter tido mais tempo para o detestar como deve ser. Por outro lado, a parte em que ele tem os corpos do Nyx, da Luna e do Rei pendurados na sala do trono foi evil and twisted enough. Fucking psycho >:(

    O voice acting anda de mão em mão com os archetypes que as personagens representam. Nada de especial, apenas encaixam. O Prompto destaca-se por parecer o mais natural, I guess. Protagoniza uma das melhores cutscenes do jogo em conjunto com o Noctis. Cutscene essa que pode ser missed se não dormirem num certo local. Eram estas relações que eu gostava que o jogo explorasse mais entre todas as personagens. Ainda por cima tornam cenas destas em conetúdo opcional. Enfim, não me parece uma boa decisão. See below.





    Outro problema são os buracos óbvios que faltam na história, descaradamente guardados para DLC. É muito fácil perceber os momentos onde a história do Gladio, Ignis e Prompto vão encaixar na main story. A ausência deles torna-se parva e sem explicação, especialmente a do Gladio ("gotta do stuff, brb") e do Prompto, que quando regressa, é uma masterkey humana lol. A única explicação dada é que "epá, afinal eu cresci aqui e consigo abrir estas cenas todas. Comprem o DLC para saberem mais lel". Enfim, neste aspecto consegue ser quase tão estúpido como o Asura's Wrath, cujo final verdadeiro foi vendido como DLC.

    [END SPOILER]

    So yeah, a história e as personagens tinham imenso potêncial, mas nunca as souberam aproveitar ao máximo. Tenho pena, porque acho que a história tinha boas bases, fazia sentido e podia ter sido mesmo muito melhor do que o que foi. Nota-se claramente que teve uma produção atribulada e que o plot sofreu muito com isso. Seja como for, continua a ser melhor que o nonsense da FF13 saga, apenas não foi melhor contada. Numa nota final, ver os trailers que foram lançados ao longo dos anos e ver o jogo agora... wow, as diferenças e o conetúdo que nunca entrou.


    ---
    Quanto à gameplay

    - É um clusterfuck com mais de 4 inimigos no mesmo local. Em espaços fechados é uma parvoíce e a câmara não ajuda;
    - Glitchy. Apanhei muita coisa: desde ficar completamente imóvel após uma batalha e ter de reeiniciar o jogo, até inimigos que ficam presos em síitos inacessíveis. Enfim, nada foolproof e muito experimental;
    - Não cheguei a perceber se queria ser um hack n' slash ou um action RPG. Resultou num híbrido esquisito em que se tem que fazer manage à Tech/Armiger/MP bar para poder fazer várias acções e ter atenção às acções dos party members (que são dumb as crap most of the time. Err, porque é que não existe uma maneira de definir as suas "personalidades" in battle, btw?);
    - Addictive?! Epá, apesar dos seus inúmeros problemas, consegue sair dali algo engraçado e divertido. A gameplay funciona melhor quando se enfrentam inimigos singulares do que uma catrefada deles e, por isso, perdi imenso tempo a fazer hunts. Consegue lembrar o Monster Hunter neste aspecto;
    - Level Up ao dormir é uma mecânica engraçada. Permite-me amealhar a experiência que quiser durante o dia (ou dias, não é obrigatório dormir, sequer) e depois escolher o sítio onde oferecem mais EXP multiplier para subir mais rápido. Poderia ser annoying, mas até está bem feito.

    Nota sobre uma hunt em específico:
    So uh... matei a Adamantoise. Levou-me uns 30 mins. Estava a lv85, a Adamantoise a lv99. Devo ter gasto umas 5 Hi-Potions no total. Que letdown. Aquilo é praticamente um sitting duck gigante com muita HP, desenhado apenas para queimar tempo. Demoraria bem mais se eu não tivesse comido um prato que dá guaranteed critical hits, que era o meu único stat boost.
    Anyway, o pior disto tudo é que nesta batalha o hold button to attack não funciona como é suposto, tive que mashar como se estivesse a jogar um mindless hack n' slash, algo que nunca se passou em nenhuma outra batalha até agora.
    But wait! There's more! É que a câmara passa-se completamente durante esta batalha, a chocar e a tremer com a tartaruga. Chegou a haver uma altura em que estava a lutar DENTRO da própria Adamantoise (glitched into it, de alguma forma).
    Enfim, tal como disse antes, o combate do FF15 pode ser engaging e divertido em vários momentos... mas quando tenta meter demasiados target points (como no caso da Adamantoise) ou inimigos na mesma batalha, é uma mess do caraças.


    ---
    Sobre o open world, glitches e extra stuff

    Não consegui evitar a comparação com os Fallouts mais recentes assim que comecei a explorar o mundo. Parecia que estava a jogar um spinoff. Isso não é um ponto negativo, gostei de jogar os Fallouts. Só não era o que esperava de um main line FF. O mundo é bonito de ver e diverso o suficiente de área para área em termos de fauna e flora, se bem que aquele road trip feeling acaba por se esgotar eventualmente e começa a ser chato de atravessar (os long loadings do fast travel também não ajudam). Em todo o caso, deu-me bastante gozo navegar de chocobo pelo descampado sem nenhum objectivo e descobrir dungeons ou locais mais escondidos.
    Gostei também como o Regalia acaba por ser a 5ª personagem, devido ao tempo passado nele. Apesar do meu ser semelhante ao pior tuning que se vê na margem sul, it was my ride. ;_;

    Só que depois começaram as glitches e ficou impossível de desassociar isto do Fallout... Neste video pensei que fosse suposto cair no escuro e que acontecesse algo de especial. E aconteceu. Especial, as in, parvo.


    Esta secção de plataformas já era difícil por si só (além de eu ser nabo) e tive de repetir a corrida umas quantas vezes para conseguir terminar a tempo. Aquela gap não ajudou nada.


    Heh.


    Pescar, curiosamente, foi algo que me divertiu. E costumo detestar fishing minigames. Lutas contra certos peixes duraram quase tanto como a Adamantoise xD That sense of accomplishment. Ó pra isto:


    Já as fotos do Prompto foram uma ideia genial que dão um charme único ao jogo. Ao dormir ou acampar, o jogador pode ver e escolher as fotos tiradas para guardar no álbum/fazer share nas redes sociais. Umas são claramente boas... outras são tão más que são boas :'D
    "This one's pretty good" lel


    Noctis a fazer uma pose à JoJo's


    Noctis a vomitar no deserto aka "The Hangover"


    Estes olhos.




    ---
    Música

    O ponto onde o jogo brilha é a música. Yoko Shimomura pleeeeees, y u so good. "Up for the Challenge", "Stand Your Ground", "Noctis' theme", "Ardyn's theme", "Somnus"... tudo excelente. Aqui o jogo é totalmente irrepreensível. Por exemplo, cada vez que acontece um summon (algo que não é muito frequente) e começa aquela epic tune, dá todo um outro significdo ao momento e ao poder gigantesco que cada summon tem. It's really something.
    O começo do jogo ao som da "Stand by Me" pelos Florence + The Machine é simplesmente lindo e das cenas mais memoráveis do jogo. A "Too Much is Never Enough" é muito boa também (TOMATESTOMATESTOMATESTOMAAAAATES... Is never enough. Can't unhear it~).
    Arrisco-me a dizer que é uma das OSTs que mais gosto em toda a série. Além disso, o bónus de se poder ouvir as tracks icónicas de FFs antigos no carro ou a pé é a cereja no topo do bolo.


    ---
    Nitpicks e/ou queixas legítimas

    - Font-size extremamente pequeno;
    - X button/jump mixups;
    - Falar com objectos ao lado de um NPC para iniciar certos quests EM VEZ do próprio NPC;
    - Só posso aceitar uma hunt de cada vez. Porque é que não posso escolhê-las/fazer report através do main menu em vez de ir falar com os tipsters? Pouco user friendly tbh;
    - A magia até pode ser útil, mas já fiz quase tudo no jogo e foram raras as vezes em que a usei;
    - Weird summon conditions. Aparece-me quase sempre o Ramuh;
    - Hunts com condições específicas. Daytime while raining comes to mind. Bastante annoying. E não há nenhuma opção para fast forward até que isso aconteça, como há para o nighttime;
    - Chapter 13. Dafuq.


    ---
    Conclusão

    Wasted potential. Se esta análise vos pareceu demasiado negativa, é só porque senti que o jogo podia ter sido muito melhor em vários aspectos. Faz muitas coisas bem, mas falha redondamente noutras. Eu gostei do jogo, mind you. Gostei da maior parte das personagens, had a great time playing e acho que vale a pena. Mas tenho pena que não tenha sido mais que isto, principalmente no que toca à maneira como foi apresentado e desenvolvido o plot.

    Não me preocupa que experimentem coisas novas com a série e façam as mudanças que acharem necessárias. I'm welcome to change. Mas um projecto deste tipo (and fuck it, um Final Fantasy) precisa de uma ideia clara e consistência no desenvolvimento. Este teve a infelicidade de sofrer um desenvolvimento atribulado: mudanças de directores, plot a mudar a toda a hora, atrasos, direcção pouco clara (não só no plot, mas também no combat system), enfim...
    Depois há a ideia de que o jogo teve 10 anos em desenvolvimento, quando na verdade só pegaram nos bocados que o Nomura tinha na gaveta circa 2012, ou algo do género. As expectativas ficaram demasiado altas devido a isso e chegou a um ponto em que tinha de sair do forno à força.
    Em todo o caso, acho que o Tabata fez o melhor que pôde como director. Nota-se que houve ali muito trabalho e que quis dar sempre notícias do progresso aos fãs, fosse através dos Active Time Reports, trailers, demos and whatnot (e o jogo melhorou bastante desde o Episode Duscae e Platinum Demo. Nunca notei dips óbvios da framerate no fullgame. Great work there). Acredito que se tivesse sido um projecto dele do ground up, era capaz de ter saído algo mais sólido e coerente overall.

    Don't skip it, o jogo vale a pena. MAS se calhar é melhor esperarem que saia uma edição com todo o conteúdo e fully patched a la director's cut...


    ---
    Score

    ...entretanto-joguem-World-of-Final-Fantasy /10


    ---
    Epilogue?


    Isto irritou-me profundamente. Já não me chega levar com estes crls diariamente na estrada!



    Videojogos



    Porque vale sempre a pena rever


    ~FIN~

  • A minha review é curta tbh.

    Nao fiz o sidecontent todo. I mean, my regalia doesn't even fly yet.

    Acho que é um jogo odioso e fantástco ao mesmo tempo. É o primeiro FF que joguei onde a minha party parecem mesmo meus amigos, e nao um grupo de bandalhos que estão comigo só. O jogo só funciona (se funcionar de todo) por causa deste aspecto.

    O que me faz pensar o quao mais forte poderia ter sido se isso tivesse sido ainda melhor explorado. Mais cutscenes como essa, entre o Noctis e o Prompto. Mais contexto para onde caralhos o Gladio foi, e porquê? Mais momentos em que posso estar a cozinhar e a conversar com o meu puto Ignis.


    O ending comoveu-me mesmo, por causa desse elemento, e desse elemento só. Estava jaded já, perante a apresentação desastrosa dos acontecimentos, no jogo, mas quando começaram a tocar nos pontos emocionais certos, nem eu nem a Rita nos estávamos a conter mto bem. O segmento final para mim, está -perfeito-. (E a música tem uma grande parte nisto).

    Quando, então, nao só decidem brincar com o que sinto relativamente ao jogo que acabei de jogar, mas também o que sinto relativamente aos 10+ years que estou à espera de o jogar, foi aí que craquei, e não houve strongman face que aguentasse.
    That yoshitaka amano illustration... Enough said. Um final muito bem conseguido, na minha opinião. Tão bem conseguido que compensou tudo o resto.


    Por isso no fim... o que acho do jogo... I really like it. Gostava muito que fosse melhor. Espero, sinceramente, do fundo do meu coração,que o "arranjem", porque sei que conseguem. Gosto muito destes personagens, e dói-me um bocado o tratamento que o universo teve, no final.
  • @TwinBlade Relativamente ao voice acting, creio que tem vindo a cair a pique em qualidade desde o Final Fantasy X que, salvo raras excepções, consegue adaptar-se bem aos momentos e às personagens. O FFXII já começa a baixar ligeiramente o nível, ainda que continue bastante bom, mas o XIII... Uff, a partir daí acabou-se.

    A saga do FFXIII e o FFXV acho que são bem melhores quando jogados com voice acting original. Aí sim, faz sentido, especialmente porque são jogos com visuais e histórias mais "animuh" do que o normal.

    Quanto ao ending, concordo com o que o @Garuda disse (aliás, concordo com o post inteiro do Garuda, que é coisa rara lool). Conseguiram efectivamente o perfect match entre a cena e a OST. Then again, tudo o que acontece depois do último boss que se defronta com a party inteira foi spot on.
  • edited January 2017
    Não digo que tenham caído propriamente a pique, mas há realmente umas quantas odd choices de casting e alguma delivery duvidosa nos jogos mais recentes.

    Achei que as do FF12 tentavam dar muito para o sério, mas era porque os papéis assim o pediam. Era necessária bastante diversidade de sotaques e formalidade/fancyness. Não é que a delivery dos VAs seja má em si, mas arranham-me o ouvido porque parece que se estão a ouvir através de um rádio. Btw, cheguei a pensar que o Ignis e o Balthier partilhavam o mesmo voice actor, mas afinal não. São muito semelhantes.

    As do FF13 não me chatearam mu... esquece. Vanille e Hope lol. Mas por outro lado, já não consigo pensar na Lightning sem a ouvir com a rough voice da Ali Hillis. Nunca cheguei a ouvir a versão JP.

    Como no FF15 já havia a opção de pôr as vozes em japonês, estive com esse dilema no início. Mas decidi ficar-me pelo inglês, como de costume na maior parte dos jogos. Não são más at all, apenas serviceable. Em algumas cenas, a emoção (ou falta dela) das vozes não corresponde ao que se está a passar no ecrã, talvez. Felizmente, na recta final do jogo está tudo spot on. Se fizer um novo playthrough em New Game+, faço em JP.
    Ah, e que negócio foi aquele das vozes do Kingsglaive serem diferentes das do jogo?

    Mas sabem que jogo tem um stellar voice acting em inglês? O WoFF! :D Nada bate aquele tom seco, half-asleep e completamente aluado da Serafie em inglês. E quem diz isso, diz o speech pattern da Tama, a voz desafinada do Cactuar Conductor, a voz de badass do Master Tonberry, as vozes dos actores originais do FF cast, etc.

  • Mais chocante que isso é só ter descoberto agora que lutamos contra o imperador de Nifflehein



    Wtf.... Fui o único a não ter percebido isto?
  • LOL daamn, ainda ontem falei sobre isso com o Garuda! xD Eu só dei conta que era ele depois de o matar.

    "Wait, what? Aquilo era o imperador?!"
  • Foste. E salvaste-te da raiva de percebê-lo. Espero que a estejas a sentir agora.

    @TwinBlade jp voice acting always the best. pena que nao és weeaboo :(
  • Epa eu estava tão farto do raio do capítulo que só queria que acabasse. Além disso, lembro-me que nesse dia não estava perto do ecrã nem a usar headsets... Ou seja, nem deu para ouvir bem essa fala e o meu monitor é de 23' de modo que seria impossível ler com essa micro-font.

    Sim, deu para me espumar um bocado...
  • edited January 2017
    Falando nisso, fui ver o Episode Duscae só para ver algumas diferenças e o font-size estava maior e bastante legível. Não percebi a mudança.
    Também se perderam aquelas habilidades que o Noctis tinha para as weapons, já nem me lembrava delas. Ah, e o botão X estava programado para warp... o que me leva a pensar o que seria se essa control scheme entrasse no jogo final:

    "Uh fixe, um item!"
    -press X to pickup-
    *warps away*
  • Nunca mais conseguias apanhar um Chocobo...kek
  • Honest question. Parei de jogar o FF no capítulo 3, precisamente por causa de eles terem anunciado o update da história. Acham que deva pegar nele entretanto, ou espero mesmo até darem o fix na cena?

    Estou profundamente indeciso, por um lado apetece-me jogá-lo, mas por outro já ouvi muito mal de certas sequências do late game.
  • Ui. Joga isso meu, senão só pegas no jogo daqui a 1 ano. Demoraram 10 anos a lançar o jogo com a história neste estado.

    Still, se já estás com esse mindset, não deverás ficar demasiado desiludido. Eu é que fui um dos primeiros soldados rasos a atirar-me de cabeça para a batalha. Lixei-me.
  • "8. Depression

    I can’t stop. I can’t finish, but I can’t stop. Noctis sits in the save dormitory, staring at the floor. I realize that I am Noctis, and he is me. Finally, a game has eliminated the barrier between player and character. I will sit here in the drab grey bunkhouse of my soul, kept company only by the mediocre guitar solo of true loneliness. I will stare at the ground and await the sweet release of death."

    É real
  • What the.... fuuuuuuck?

    Alguém me explica?
  • edited January 2017
    É um timed event que começa a 24 de Janeiro e acaba em 20 e tal de Fevereiro. Transforma Altissia em...well, em tudo o que viste no trailer xD

    EDIT: Tens de sacar o holiday pack (o free one ou o que vem com o season pass e traz uns extras) para poderes participar.
  • sounds cool, mas dia 24? really :/
  • Hahaha looks cool indeed xD

    Also, esse trailer relembrou-me dá existência do carbuncle no jogo. Fui o único k nunca o viu? I'm honestly not sure what he's supposed to do? Nakela demo dizia k ele me ia acompanhar nas minhas viagens. Yeah right, fuckin' lyin' piece of shit carbuncle.
Sign In or Register to comment.